20 abril 2014

As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky

Enredo

   Essa será uma resenha difícil. Primeiro porque não seguirei a forma “padrão” do blog, e não foi nada fácil ler Stephen Chbosky. Na verdade, uma luta.
   As Vantagens de Ser Invisível é um aglomerado de cartas e quem as escreve é um adolescente chamado Charlie, que tem sérios problemas psicológicos. Um certo dia, ele conhece Sam e Patrick, dois quase-irmãos prestes a entrar na faculdade.
   Como Charlie estava no primeiro ano do ensino médio, tirou essa fase para fazer diversas coisas que não tinha coragem antes, como fumar e ir em festas. Logo se apaixonou por Sam e teve um breve lance, mas acabou ficando com outra garota e se decepcionando.
   Patrick era gay e levou Charlie várias vezes para conhecer novas aventuras. Ele tinha um modo muito sarcástico de conversar e foi meu personagem preferido (algumas vezes o odiei). Não tenho muito do que dizer sobre os personagens, mas não posso esquecer de Tia Helen, uma mulher muito importante para Charlie.

Comentários

   Quando peguei esse livro pela primeira vez na livraria pensei que seria uma das melhores leituras da vida, mas infelizmente não foi. Fiquei três meses comparando ele com Perdão, Leonard Peacock e acredito que Matthew Quick fez uma versão muito melhor que o “original”.
   A minha impressão é que estava lendo cartas de uma criança e não de um adolescente. A forma infantilizada de Chbosky tratar de assuntos sérios é para muitos uma qualidade, mas achei um “pé no saco”. 
   Acreditei em muitos momentos que a carta estava sendo direcionada para os leitores, mas errei (errei feio, errei rude). Até descobrir no final quem era a pessoa que recebia “Com amor, Charlie”.

   Não tenho permissão para contar a ninguém que eu conheça. Ninguém. Nunca
Pg. 126

   Me apaixonei pelas sugestões de músicas e livros que o escritor deu dos anos 90. Escutei a música Asleep (que o faz ficar infinito) diversas vezes e quero muito ler o Apanhador no Campo de Centeio.
   Em 2012 foi levado para as telas esse livro, com atuação de Emma Watson, Logan Lerman e Ezra Miller, além da direção do próprio autor. Com certeza assistirei o filme e tirarei minhas conclusões.

Autor

   Stephen Chbosky (25 de janeiro de 1970Pittsburgh) é um escritor, roteirista e diretor de cinema norte-americano que ficou conhecido pelo livro "As Vantagens de Ser Invisível" de 1999. Ele também escreveu o roteiro do filme Rent de 2005 e foi co-criador, produtor executivo e roteirista da série de TV da CBS Jericho, que foi ao ar em 2006.

Informações
As Vantagens de Ser Invisível
Stephen Chbosky


Original: The Perks of Being a Wallflower
Tradutora: Ryta Vinagre
Editora: Rocco
Ano: 2012
Nº Páginas: 224

Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, As vantagens de ser invisível – que foi adaptado para os cinemas com Emma Watson, a Hermione de Harry Potter, e Logan Lerman, de Percy Jackson, no elenco – acaba de ganhar nova reimpressão pela Rocco. Livro de estreia do roteirista Stephen Chbosky, o romance, que vendeu mais de 700 mil exemplares nos EUA desde o lançamento, está de volta ao topo do ranking do The New York Times impulsionado pela adaptação para a telona. Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, As vantagens de ser invisível reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela. As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário. Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.


12 comentários :

Ane Reis disse... Responder

Oie Gabriel =)

Li esse livro ano passado e embora todo mundo elogie muito, eu não consegui me envolver com a a história e com os personagens como gostaria.

É um bom livro, mas senti que faltou alguma coisa ao terminar a leitura.

Ótima resenha!

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Lara Melo disse... Responder

Eu amo esse livro, sei que tem gente que não gosta ou simplesmente não entendi, mas acho ele muito realista e interessante. Também adoro o filme, principalmente pq a Emma e o Logan estão nele.


http://www.whoisllara.com/

Livre Espontanea Leitura disse... Responder

Esse livro está na minha listinha de futuras leituras..
Mas essa capa ninguém merece... Odeio capa que tem gente!

Tem post novo no blog!
Dá uma olhadinha lá =)

http://www.livreeespontanealeitura.blogspot.com

Espero que goste! Beijos!!

Zayron Dangelo disse... Responder

Gabriel, adoro este livro, na verdade livros que possuem um enredo simples e original muitas vezes me conquistam e esse é o caso de AVDSI. ;)

Abraços
http://muchachoonline.blogspot.com.br/

Desbravadores de Livros disse... Responder

Vejo muitos elogios sobre o livro e sempre me interessei com ele. Com a sua resenha, lerei com um pouco menos de expectativa. É melhor do que se decepcionar.
Gostei bastante da sua resenha sincera.

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

Ana M. V. - Vício em Livros disse... Responder

Olá Gabriel :)
Infelizmente, desisti completamente de ler esse livro :/
Assisti o filme antes de ler o livro, e não gostei nem um pouco. Isso me fez desistir da leitura.
mas adorei a sua resenha!
Beijos,
Ana M.
http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

Gabriel Luan disse... Responder

@Ane Reis Senti a mesma coisa Ane. Como disse na resenha não fiquei feliz com a leitura.

Gabriel Luan disse... Responder

@Lara Melo O que não gostei do livro foi esse falso realismo que as pessoas encontraram nesse livro, então não gostei. Assistirei o filme e espero gostar.

Gabriel Luan disse... Responder

@Livre Espontanea Leitura Odeio essa capa também, mas me acostumei e só achei ruim o fato da capa manchar por ser branca.

Gabriel Luan disse... Responder

@Zayron Dangelo Esse livro tem vários fãs mesmo, mas mesmo assim não deixei de dar minha opinião, e graças a Deus ninguém veio me "apedrejar".

Gabriel Luan disse... Responder

@Desbravadores de Livros Também sentia a mesma coisa e a Mariana Gastal não me deixou com pouca expectativa e acabei decepcionando com essa leitura.

Gabriel Luan disse... Responder

@Ana M. V. - Vício em Livros Obrigado por gostar da resenha e me senti mal agora, pois você (como várias pessoas) podia gostar desse livro.

Postar um comentário